Saturday, January 3, 2009

Acordo Ortográfico (2)

Este artigo é o segundo que escrevo em torno do acordo ortográfico da Comunidade dos Países de Língua Oficial Portuguesa. No primeiro, eu dizia que achava que o Governo Moçambicano não devia ratificá-lo, visto sermos uma amálgama cultural e que devia olhar-se para as implicações que a ratificação desse documento poderia trazer. Felizmente, na minha opinião, o Governo Moçambicano ainda não ratificou o acordo ortográfico, embora eu desconheça os motivos de tal atitude.

Este segundo artigo nasce do facto de a partir de 1 de Janeiro do corrente e fresco ano de 2009, ter entrado em vigor o acordo ortográfico em alguns Países da CPLP. Moçambique, Guiné-Bissau, Angola e Timor-Leste são os Países que ainda não ratificaram esse instrumento e consequentemente, não adoptaram ainda as novas regras de ortografia.

Pelo que eu saiba as pessoas que estão circunscritas no contexto sócio-cultural que é a CPLP, jamais deixaram de entender-se por culpa da ortografia ora vigente no Brasil e noutros Países integrantes dessa Comunidade. Temo que com a entrada em vigor desse acordo ortográfico, talvez o “Português Brasileiro” perca a ginga que lhe é peculiar ou o Crioulo perca a graça que tem. Digo talvez porque não sei que orientação a nova ortografia tomará, ou quem adoptará de quem, uma vez que antes da sua ratificação se aventava a hipótese de todos Países da CPLP adoptarem a ortografia Brasileira ou o Português de Portugal.

Eu sempre me pergunto porque é que temos que ser todos iguais como se fossémos produto da mesma fábrica e da mesma série? A diversidade está condenada a morrer em nome da tão almejada globalização, que para mim é mais englobação que outra coisa porque nos estão a englobar nos seus sistemas culturais e financeiros à todo custo.



Nyikiwa

2 comments:

Bayano Valy said...

cara nyikiwa,
tens mesmo certeza de que o governo moçambicano ainda não ratificou o projecto do acordo ortográfico? quero ter a certeza. mas mesmo que não o tenha ratificado, o mesmo entra em vigor a partir da altura em que um certo número de estados o ratifica, e me parece que o tal número já foi atingido.

boas entradas e um ano cheio de sucessos

Nyikiwa said...

Õbrigada caro Bayano! Irei informar-me melhor, mas sugiro que faça uma pesquisa na net sobre a percepção dos Cidadãos dos PALOP sobre o Acordo Ortográfico. Independentemente dos factos novos que me trazes, continuo a achar que não devia ter se ratificado tal acordo e que ele não devia ter entrado em vigor. Irei me informar melhor sobre a ratificação.

Khanimambo!